terça-feira, 2 de setembro de 2008

Pagaremos o pato?

Tadeu Santos*

A poderosa governante Dilma Rousself, com apoio da também poderosa Senadora Ideli Salvati/SC, decidiram apoiar os projetos de usinas a carvão no país (SC, RS, PA, MA), atribuindo que a intensa resistência das persistentes ONGs nacionais contra as hidrelétricas e nucleares poderá provocar um novo apagão. Se esta perversa perspectiva se concretizar, as comunidades afetadas pelas termelétricas é que ‘’pagarão o pato’’ pela poluição ambiental, como no nosso caso na região sul de Santa Catarina, onde já sofremos com a exploração e a queima do combustível fóssil pela famigerada Jorge Lacerda (856 MW), um cenário real de degradação ambiental e carregado de adversidades e mudanças climáticas.
* Sócios da Natureza - Aranguá/SC, Setembro/2008 http://www.tadeusantos.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário