quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Presidente do Ibama diz que audiências de Belo Monte foram suficientes

O presidente do Ibama, Roberto Messias Franco, considerou cumprida a praxe das audiências públicas para a usina de Belo Monte.

"Do nosso ponto de vista fizemos tudo que era legalmente necessário fazer. Agora estamos na fase de análise dos documentos que vão concluir se o empreendimento é viável ou não". (Fonte: Agência Estado)

Será que se a equipe técnica do Ibama concluir pela inviabilidade do empreendimento, a diretoria de licenciamento e o presidente acatarão? Ou será que vamos assistir ao mesmo filme do Madeira em que os pareceres da equipe que analisou os estudos foram ignorados e as licenças foram concedidas.

Messias Franco está prometendo a licença prévia para novembro, já antecipando as conclusões da equipe ou sua decisão política. Parece estar muito confortável ao atribuir, nas suas declarações, ao MPF, o "papel de fazer com que a legalidade seja cumprida". Ironia, certeza da impunidade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário