quarta-feira, 23 de junho de 2010

Médici & Lula

Excelente comparação entre Lula e o presidente Médici que também visitou Altamira na década de 1970. Muito bem lembrado!

Nota da TV Canção Nova, de Altamira,  hoje:


Na década de 1970 esteve nesta cidade o então presidente Emílio Garrastazu Médici para construir a Rodovia Transamazônica. O país estava sob o regime militar. O governo trouxe um grande número de famílias de todos os estados da federação com o  lema *“integrar para não entregar” e “terra sem homens, para homens sem terra”* prometendo desenvolvimento, emprego, segurança, saúde, educação, estrada, moradia e asfaltamento da Transamazônica.  Altamira mais uma vez recebeu um presidente da República, agora não mais militar, mas
“popular”,  Luiz Inácio Lula da Silva.

O país não está mais sob o regime militar, porém o governo Lula está sendo, no aspecto ambiental, o presidente mais autoritário e anti‑democrático que a República já conheceu! Veio à Altamira com o mesmo discurso do governo militar. Parafraseando o lema de Médici: “inundar para não conservar” e “rio sem homens para homens sem rio”.
As promessas são as mesmas: desenvolvimento; saúde, educação; energia; emprego; segurança; asfaltamento da Transamazônica. Você  acredita?

5 comentários:

  1. The enemies of Brazil are all attempting to sabotage Belo Monte: The USA, Britain, and the Vatican. You may be a well-meaning individual and some of your work is important and beneficial - but you need to weigh the benefit for ALL Braziliens which eventually will come through the PAC and similar development projects - which ALL will have some negative side effects: You Telma, and the Bishop from Austria are not going to feed the families in the future of the 8 to 11 children and 100 grandchildren of todays population of the Xingu - by fishing and collection of nuts. Who will pay for the schools and hospitals for ALL ? Reflect about how some of your actions are helping the enemies of Brazil and sabotaging the emergence of your own nation!

    ResponderExcluir
  2. A comparação é boa dois ditadores o da força e o da caneta embora analfabeto funcional esta controlando os corruptos pelo fisiologismo que é peculiar a esta raça.

    ResponderExcluir
  3. Um anõnimo que fala em inimigos do Brasil mas escreve em inglês? Deve ser um dos donos das indústrias que vão se beneficiar com a monstruosidade de Belo Monte. O Bispo que veio da Áustria, ao contrário do "brazileiro" que escreve em inglês, é brasileiro pelo tempo em que vive no Xingu, pelos cuidados que sempre provou ter com a população do Xingu, pelo respeito à Amazõnia que o "brazileiro" prova não ter. Os inimigos do Brasil escrevem em inglês, mas nem todos. Esse anonimous com certeza é inimigo do Brasil - que só conhece com "z" - e mais inimigo da Amazônia.

    ResponderExcluir
  4. O governo tem tem privilegiado combustíveis com subsídios em setor de agronegócios que pouco empregam em detrimento de elevados encargos sobre tarifas — agora aumentados com a adção de térmicas — que penalizam setores mais dinâmicos(manufaturas, téxteis, insumos básicos e industriais) . Isso tem levado a perda de competição frente aos asiáticos (china) que permitem escravisação de sua MO por emprezas capitalistas.
    Manchete da folha de hoje: 'Petrobras provoca desconfiança externa". Lançamento de ações fica para setembro, dadas as retaliações inevitáveis devido ao insucesso da BP e ao excesso de protecionismo à Petrobrás. O Brasil está abindo mão do fornecimento nacional em sondas, mais baratas dos asiáticos.
    O fato de estarmos em plena campanha eleitoral prejudica decisões do próximo governo, seja ele qual for.

    Toda energia produzida por Belo Monte a 8 centavos/Kwhora é pra ser vendida pelas distribuidoras a 50 centavos, com ICM e outros encargos no destino. Uma verdadeira mina de ouro que os povos isolados não podem pagar.
    Enquanto isso o governo subsidia diesel, gasolina e alcool para encher a metrópolis de automóveis.Só vai cuidar dos aeroportos agora porque serve pra nova copa. O tal de trem bala quando muito chegará a campinas e s j dos campos até la.
    Estou sujerindo aos emprezarios de ir pra informalidade, instalando grupos diese, cuja energia fica muito mais em conta do que a energia da concessionária. Só, por enquannto

    ResponderExcluir
  5. Parabens Iara pelo que você aprendeu com seu avô:
    Fale pro travestido de gringo o que os seus colegs andaram aprontando por aquí: Relembre 'o ciclo da brracha'; da 'Madeira-Mamoré'; 'Fordlandia'; 'Icomi do Mr Ludwig' e da besteiras do Hermann Khan e Instituto Hudson que felizmente não foi levado a sério. É para evitar desastres provocados por estes cidadãos que a Telma luta bravamente.
    A energia da Amazônia pode ser aproveitada de modo sustentável, com baixo nível (Low Profile) em benefícios dos povos amazônicos enão enviada pra os estados do Sul e Sudeste pra render ICM no destino e outros impostos para o governo, maior sócio dos empreendimentos hidroelétricos.

    ResponderExcluir