Semana do índio, novamente?

Por Edilberto Sena*

Que coisa mais fora de moda!  Como se Munduruku, Kaiapó, Xavante  e outros povos só tivessem uma semana para serem lembrados; quando os  Guarani do Mato Grosso do Sul nem mais terras possuem; como se os Arara e Juruna não estivessem ameaçados de serem expulsos do rio Xingu, por causa de Belo Monte. Por que só uma semana do índio?

O governo brasileiro os vê como obstáculos ao crescimento econômico do país. Chega até a blefar, acusado de violação dos direitos humanos pela Organização dos Estados Americanos (OEA). Grileiros e exploradores de riquezas da floresta os vêem como inimigos a serem eliminados. Já professore(a)s de escolas do ensino fundamental, alienada(o)s gostam de pintar suas crianças de vermelho, vestindo-as com tangas e cocares no dia do índio.

Se alguém chegar a um filho da floresta e perguntar e perguntar quem ele é, certamente dirá que é Macuxi, Yanomami, ou Tirió. Não dirá que é brasileiro, ou que é índio. Também dirá que seus antepassados já viviam nas suas terras, desde antes da chegada do invasor estrangeiro. Mas a sociedade brasileira só recentemente passou a admitir os direitos aos povos nativos.

Só em 2007 o governo federal homologou a Terra Indígena Raposa Serra do Sol de modo contínuo, depois de longa luta em Roraima. Assim mesmo, com grandes críticas de invasores do agronegócio, de militares e  políticos. Enquanto os povos Guarani do Mato Grosso do Sul até hoje vivem aprisionados em quarteirões, pois suas terras foram invadidas por fazendeiros e apoiadas pelos políticos. Ainda hoje há brasileiros que matam nativos para abocanhar ouro, esmeraldas e outras riquezas de suas terras.

Os povos da floresta não querem hidrelétricas, nem querem exploração de minérios. Eles querem o bem viver com a natureza, em paz. Os povos nativos não necessitam de uma semana do índio, mas de respeito diário a seus direitos. Não querem ser espetáculo exótico para os outros olharem com ar de quem vai ao zoológico.

*Padre Edilberto Sena, 68 anos, coordenador da Rádio Rural AM de Santarém, Pará

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Cordel da Energia

Qual, é afinal, o papel da Funai?

A Amazônia e a Reserva Nacional de Cobre e Associados (RENCA)