União dos Povos das Florestas em defesa do Xingu


Solidariedade entre os povos - ATO CONTRA BELO MONTE  no Grande Encontro dos Povos em Manaus

Ontem ,dia 16 de agosto de 2011, iluminados por uma belíssima Lua Cheia, chamando para a União dos Povos das Florestas, saíram em marcha os centenas de indígenas participantes  do  Grande Encontro dos Povos – Saberes, Povos e Vida Plena em Harmonia com a Floresta”

A Marcha teve início em frente ao hotel Taj Mahal, local do evento e culminou com a chegada apoteótica dos participantes no  Largo Mestre Chico, no centro de Manaus – AM.

Este Grande Ato em defesa dos povos e rios do Xingu mostrou que os Povos Indígenas da Pan Amazônia continuam bradando em uma única voz, contra os grandes projetos energéticos, pensados pelo grande capital, para todos os países da Amazônia.

No Largo foi  instalado um palco onde  a população de Manaus se uniu a uma grande festa de alegria e protesto, pela defesa da Amazônia e dos povos das florestas.

Este ato em Defesa da vida foi celebrado por grupos de dança dos índios Ticuna, grupos afros, Samba de Crioula, grupo de carimbo, boi bumbá, também do cacique kaiapó Raoni Txucarramãe, que falou sobre a resistência dos povos do Xingu que há mais de 30 anos lutam contra o Complexo Hidrelétrico de Belo Monte.

O Comitê Metropolitano Xingu Vivo para Sempre e o  Fórum Social Pan Amazônico estiveram presente através do ativista Dion Monteiro que falou em nome do Movimento.

Durante o ato ouve ainda exposição e venda de artesanatos em uma feira de economia solidária indígena.

O que é o Encontro?

Com o objetivo de construir uma alternativa para a Floresta a e todas as formas de vida no planeta, os Povos Indígenas da Amazônia, através do encontro entre os líderes das organizações indígenas dos nove países amazônicos travam um diálogo com os movimentos ambientalistas, instituições sociais e internacionais, respeitando a diversidade de abordagens nessa luta em defesa do meio ambiente.

Assim, a COICA – Coordenação das Organizações Indígenas da Bacia Amazônica, em parceria com a COIAB – Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira realizam o “Grande Encontro Pan-Amazônico: Saberes Ancestrais, Povos e Vida plena em harmonia com a Floresta”, a ser realizado na cidade de Manaus, no período de 15 a 18 de Agosto de 2011, com a participação de mais de 100 lideranças indígenas, através de 10 representantes locais e regionais de cada um das nove confederações nacionais dos povos indígenas da Amazônia: Brasil (COIAB), Peru (AIDESEP), Bolívia (CIDOB), Colômbia (OPIAC), Equador (CONFENIAE), Venezuela (ORPIA), Guiana (APA) Suriname (OIS) e da Guiana Francesa (FOAG).

Esse Grande Encontro irá tomar decisões estratégicas sobre temas relacionados à Amazônia e para toda a humanidade, debatendo propostas das lideranças indígenas e representantes do sistema das Nações Unidas, europeus e sul-americanos, os bancos multilaterais, ambientalistas e movimentos sociais, nas escolhas de ações específicas sobre os processos globais.

Com informações de Dion Monteiro e COIAB 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Cordel da Energia

A Amazônia e a Reserva Nacional de Cobre e Associados (RENCA)

Qual, é afinal, o papel da Funai?