Aula de energia

Achei pertinente, neste momento em que se discute Belo Monte e a matriz energética brasileira, postar dois vídeos de uma verdadeira aula sobre os temas. O pesquisador Antonio Nobre explica, de forma didática e muito clara, como o Brasil é refém de grandes empresas e como o Estado se curva a elas, aceitando a "ditadura da oferta" para tocar  uma "economia funerária".


Belo Monte, diz ele, vai servir para alimentar o complexo do alumínio e para exportar lingotes sem valor agregado. Os vídeos são imperdíveis para aqueles que querem se aprofundar no assunto e dirimir dúvidas criadas pela falácia das empreiteiras, empresas eletrointensivas e governo.


O pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Antonio Nobre, falou  no debate "O Brasil e a energia do amanhã", promovido por CartaCapital e pela revista digital Envolverde, em agosto de 2010. (TM)

 

Comentários

  1. Foi em 2010, e de nada adiantou.
    A ditadura capitalista quer mesmo 'enterrar' seus bilhões em Belo Monte.
    Azar deles, pois é burrice mesmo.
    Mas a obra serve mesmo é como desculpa para fazer a maioria dos políticos e empresas envolvidos na obra um pouco mais ricos.
    Ou seja: para eles não faz a menor diferença que o planeta se acabe, ou que uns índios morram, ou que a usina vá ficar sem água durante 7 meses no ano.
    Pena que a imagem do vídeo esteja 'apertada'.
    Gostaria de poder ver as caras dos outros 'debatedores' quando ouviam tantas informações interessantes e alternativas para nosso modelo atual de uso das energias disponíveis.

    Bosco Carvalho
    Revista ecoLÓGICA
    Diretor de Comunicação

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Um golpe chamado Belo Monte - Parte 3

A Amazônia e a Reserva Nacional de Cobre e Associados (RENCA)

Fundo Amazônia: o buraco sem fundo? – Parte 1