Ou aceleramos a recuperação da natureza ou mudamos o modelo do crescimento


ESCRITO POR TELMA MONTEIRO
QUARTA, 16 DE MAIO DE 2012

Publicado no Correio da Cidadania

O planeta já está passando por um “choque ecológico” que obriga governos e empresas a pensar numa economia sustentável. Será preciso nivelar e compatibilizar a relação entre a economia, os ecossistemas e o uso da energia para evitar o caos ecológico. A proposta de "economia verde" que os governos pretendem discutir na Rio+20 não passa de outra maquiagem verde, desta vez mais perversa, da economia como um todo e não só de alguns produtos e serviços.

Temos que ter uma proposta de sociedade sustentável que, antes de tudo, deve estar alinhada ao bem viver da cultura tradicional, à revisão dos hábitos de consumo de energia, à eficiência energética, aos usos que se fazem da energia e à consciência do modelo de vida que queremos. Ainda dá tempo, é só querer.

Constatamos dia a dia os flagrantes da falta de respeito aos princípios da ecologia e da falta de conscientização da realidade dos impactos provocados pelas mudanças climáticas. Já passamos da fase da teoria e agora teremos que agir para tornar a sociedade sustentável, começando por estabelecer uma trégua entre as dinâmicas trans-setoriais de crescimento da economia e a natureza. Ou aceleramos a recuperação da natureza, o que é humanamente impossível, ou desaceleramos e/ou adequamos o crescimento e o uso dos recursos naturais. Só há uma forma de compatibilizar: a escolha sustentável. Continue lendo o artigo no site de origem

Comentários

  1. Somente em colaboração e união da sociedade poderá reverter o problema, o Planeta passa por alterações radicais de tempos em tempos o ser humano só está acelerando o processo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Cordel da Energia

A Amazônia e a Reserva Nacional de Cobre e Associados (RENCA)

Qual, é afinal, o papel da Funai?