A Amazônia do PAC

Pobre rio Teles Pires 

O rio Teles Pires, localizado na bacia do Tapajós,  está seriamente ameaçado pelo desmatamento e, em menos de duas décadas, ele poderá desaparecer do mapa, segundo pesquisadores do Instituto Centro de Vida (ICV), e do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). Continua...

O Plano Decenal de Energia (PDE) 2007/2016, para contribuir com essa ameaça, prevê para Mato Grosso um portfólio incrível de usinas hidrelétricas, em especial no rio Tele Pires. Já estão em elaboração os estudos de viabilidade das hidrelétricas  Teles Pires, Colider, Magessi, São Manoel e Sinop e no rio Apiacás, a Hidrelétrica Foz do Apiacás. 

Para completar, o PDE ainda contempla mais 20 Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) nos rios Teles Pires, Arinos e afluentes. 

Comentários

  1. Parabens Telma por seu blog, me reconheci nele. Gostaria de dar continuidade na leitura do texto sobre o Teles Pires mas nao consegui ao clicar em continuar se puder me enviar ou ajudar a le-lo fico muito grato. Francisco Forte Stuchi Biologo Mestrando junto aos Kaiabi do baixo Teles Pires.

    ResponderExcluir
  2. É como sempre, nos brasileiro estamos assistindo impotentes há mais de 500 anos a destruição do meio ambiente, pois a ganancia é o trator que passa por cima de tudo, inclusive da nossa dignidade, a pretexto de produzir e entregar a quem puder pagar mais toda matéria prima que temos a preço de banana, e nós brasileiros, no futuro, ficaremos só com o bagaço, lamentando porque não fizemos nada....

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Cordel da Energia

Qual, é afinal, o papel da Funai?

A Amazônia e a Reserva Nacional de Cobre e Associados (RENCA)