Dia Internacional de Ação para Defender a Floresta Amazônica

Dia Internacional de Ação
para Defender a Floresta Amazônica
20/22 de Agosto de 2011

No Brasil, o protesto nacional será no sábado, 20 de agosto.O protesto Internacional será segunda-feira 22/08, dia útil, para que as embaixadas e os consulados estejam funcionando.


Nos últimos dois meses, os brasileiros testemunharam atentados alarmantes contra a Floresta Amazônica e as pessoas que lá vivem.
  • O governo aprovou a construção da desastrosa Usina de Belo Monte, permitindo maquinaria pesada para destruir a terra nas margens do rio Xingu.
  • O Congresso brasileiro está à beira de aprovar uma alteração importante no Código Florestal Brasileiro que já está causando um enorme aumento do desmatamento.
  • Guardiões líderes das florestas tém sido vítimas de assassinato e intimidações.
Esta é uma das lutas que definem a crise ambiental dos nossos tempos; os atentados contra a Amazônia devem parar! Nós, da comunidade internacional, devemos mobilizar-nos em solidariedade com o crescente número de brasileiros que pedem por sanidade ambiental e respeito aos direitos humanos na Amazónia. Juntos, nós podemos fazer a diferença.

Você pode ajudar a protejer a Amazônia!

Brasileiros estão cada vez mais organizando protestos em todo o país. Sábado 20 de agosto será o grande dia da aço em pelo menos 22 cidades brasileiras. Antonia Melo, uma das principais líderes do movimento para parar a Usina de Belo Monte, pediu às pessoas para organizar protestos em todo o mundo na segunda-feira 22 de agosto em frente às Embaixadas ou Consulado brasileiro no local de sua redidência.

Tome uma atitude!


Ações Planejadas


Comentários

  1. Acusados de desvio de recursos continuam ocupando importantes cargos no
    Governo PT.

    Márcio Meira, presidente da F7undação Nacional do Índio, é envolvido nessa grave situação. Na Funai
    as irregularidades são parecidas. Aproveitando
    o “trenzinho do Decreto nº 6.280, de 3 de dezembro de 2007,
    foram colocados 11 cargos de (07) DAS 4 e (03) 3 DAS 3
    (inconstitucional – artigo 37 CF88) para um setor só –
    apoio ao licenciamento ambiental (liberação de obras do
    PAC), ocupando os cargos de servidores concursados que não
    foram chamados. Os funcionários terceirizados ocupam funções
    através de contratos “intermináveis” que também
    deveriam ser de servidores que aguardam chamada no recente concurso.

    Todos os convênios são firmados entre prefeituras do PT e ONGs
    das quais os dirigentes do órgão fazem parte (eles e/ou
    parentes).
    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2011/08/13/interna_politica,265370/justica-determina-que-a-fub-devolva-r-234-mil-aos-cofres-publicos.shtml

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Cordel da Energia

A Amazônia e a Reserva Nacional de Cobre e Associados (RENCA)

Qual, é afinal, o papel da Funai?