domingo, 22 de fevereiro de 2009

Frases ouvidas nos eventos em Brasília, dias 18 e 19 de fevereiro

“A EPE não muda a realidade, ela capta a realidade e planeja com ela” . 
Mauricio Tolmasquim, em defesa do PDEE durante a Audiência Pública, em 18 de fevereiro de 2009, na Procuradoria Geral da República, em Brasília. 

 “O PDEE não é inovador uma vez que apenas repica o passado”
Suzana Kahn, representante do MMA, durante a Audiência Pública para discutir o PDEE.

“Se você fosse meu aluno eu o reprovaria”
Carlos Vainer para Maurício Tolmasquim sobre o PDEE, durante a Audiência Pública, em 18 de fevereiro de 2009. Clique aqui para ler todas

“No Canadá os índios pediram as hidrelétricas. Vamos [o MME] trabalhar para que os índios brasileiros também peçam”
Altino Ventura Filho quando informou que um potencial de 80 GW de energia hidrelétrica está indisponível por se encontrarem em UCs e Terras Indígenas. Colóquio – Conservação e Eficiência Energética, no MME, em 19 de fevereiro de 2009.

“Esses 80 GW [ potencial de energia hidrelétrica em UCs e Terras Indígenas] não podem ser aproveitados agora, mas serão reexaminados”
Altino Ventura Filho, Colóquio – Conservação e Eficiência Energética, no MME, em 19 de fevereiro de 2009.

“15% das 71 usinas hidrelétricas previstas no PDEE estão em Unidades de Conservação da Amazônia”.
Dra. Sandra Cureau, durante a Audiência Pública sobre o PDEE, em 18 de fevereiro de 2009.

“A projeção de energia eólica no PDEE é de 0,3% para 0,9%”
Dra. Sandra Cureau, na abertura da Audiência Pública para discussão do PDEE, em 18 de fevereiro de 2009.

“Não é um plano estratégico [o PDEE], é um plano físico, de expansão física” 
Altino Ventura Filho, na Audiência Pública de discussão do PDEE, em 18 de fevereiro de 2009.

“A sociedade brasileira precisa da energia da Amazônia. O MME vai atender esse mercado”
Altino Ventura Filho, na Audiência Pública de discussão do PDEE, em 18 de fevereiro de 2009.

“Dos 346 processos de licenciamento em tramitação [na Funai], 112 são de hidrelétricas”
Eduardo Vieira Barnes (FUNAI), durante a Audiência Pública de discussão do PDEE, em 18 de fevereiro de 2009.

“Vamos trocar 10 milhões de geladeiras. A idéia não é minha, não. Ela é do Presidente Lula. Vejam que além de tudo o que ele faz, ainda tem tempo de pensar nisso”.
Ministro Edison Lobão, durante o Colóquio – Conservação e Eficiência Energética, no MME, em 19 de fevereiro de 2009.

“O Brasil fechou acordo para construir hidrelétricas no Peru. São cinco, com a primeira já contratada e depois mais 10 [totalizando 15 hidrelétricas] e mais 2 na Argentina. Vamos incorporar todos esses Mws ao Brasil”.
Ministro Edison Lobão, durante o Colóquio – Conservação e Eficiência Energética, no MME, em 19 de fevereiro de 2009.

“Vamos fazer uma troca com a Venezuela. Na época em que falta energia lá nós mandaremos a energia daqui e na época em que falta energia aqui eles mandarão de lá.”
Ministro Edison Lobão, durante o Colóquio – Conservação e Eficiência Energética, no MME, em 19 de fevereiro de 2009.

“2009 é o ano da hidrovia”
Marcelo Perrupato, Secretário de Política Nacional de Transportes, durante o Colóquio – Conservação e Eficiência Energética, no MME, em 19 de fevereiro de 2009.

“O objetivo do plano é o pleno aproveitamento do potencial hidráulico”
Altino Ventura Filho, Colóquio – Conservação e Eficiência Energética, no MME, em 19 de fevereiro de 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário